Posts tagged água

Brincar na água em Segurança…

água em segurança

O afogamento na criança, ou acidente por submersão, é um acontecimento trágico, rápido e silencioso, que pode ocorrer em muito pouca água.

Ocorre em ambientes familiares como a banheira, tanque de roupa ou rega, poço, fossa, piscina, lago de jardim, rio, praia ou mesmo baldes e alguidare

10 Conselhos Rápidos para Evitar os Afogamentos de Crianças

1. Perto da água, não perca as crianças de vista nem por um segundo.

2. Dificulte o acesso das crianças aos locais com água: vede ou cubra piscinas, lagos, tanques, poços e fossas.

3. Nunca deixe uma criança de 3 ou 4 anos sozinha na banheira durante o banho.

4. Despeje toda a água de baldes, alguidares e banheiras logo após a utilização.

5. Coloque sempre às crianças braçadeiras em águas paradas, transparentes e pouco profundas ou um colete salva-vidas em águas agitadas, turvas ou profundas.

6. Escolha praias e piscinas vigiadas e cumpre a sinalização.

7. Ensine as crianças a nadar, mas mantenha a vigilância.

8. Ensine as crianças a nunca irem nadar sozinhas e não mergulhar de cabeça sem conhecer bem a profundidade da água.

9. Aprenda a fazer reanimação cardio-respiratório, esse gesto pode salvar uma vida.

10. Em Férias, redobre a vigilância. O primeiro dia e o final da tarde são os momentos em que acontecem mais afogamentos.

Esteja preparado para evitar o acidente. Deixe as crianças brincar na água, em segurança. Leia atentamente as recomendações que se seguem:

Vigie activamente e em permanência as crianças na água

  • Não espere ouvir barulho. Uma criança não esbraceja nem grita quando cai à água: afoga-se em silêncio absoluto.
  • Se houver água por perto, não perca as crianças de vista nem por um segundo;
  • Durante o banho, nunca deixe uma criança com menos de 3 anos sozinha na banheira; não atenda o telefone nem a porta. Despeje a água da banheira imediatamente após a utilização;
  • Esvazie baldes e alguidares, logo após a utilização.
  • O álcool pode interferir com o seu estado de vigília e com a sua capacidade de nadar. Se está a vigiar crianças, mantenha-se sóbrio.
  • Escolha praias e piscinas vigiadas
  • Localize o nadador salvador e informe-se sobre as precauções que deve tomar. Cumpra a sinalização.

Vedações

  • A existência de uma boa vedação diminui para metade o número de acidentes por submersão nas piscinas.
  • Vede a sua piscina, tanque de rega ou o lago do jardim. Cubra adequadamente os poços e as fossas. É importante dificultar o acesso das crianças pequenas à água através de barreiras físicas.
  • Para ser eficaz, a vedação não deve permitir a passagem de uma criança por cima, por baixo ou através dela (recomendações técnicas para vedações de piscinas)
  • Há outras barreiras físicas tais como o abrigo e a cobertura rígida, electrónica ou manual, mas deverá assegurar-se de que estão sempre fechadas quando não está nenhum adulto a utilizar a piscina. As coberturas maleáveis não são indicadas para evitar o afogamento uma vez que facilmente acumulam água, ou poderão permitir que uma criança escorregue por baixo delas;
  • A colocação de um alarme, mesmo com vedação, pode ser um bom auxiliar da vigilância, no caso da criança conseguir transpor as barreiras físicas. Não se esqueça de verificar regularmente o seu bom funcionamento.

Utilize auxiliares de flutuação

  • Os coletes de salvação e as braçadeiras facilitam a flutuação, mas não substituem nunca a vigilância activa do adulto. Estima-se que 85% dos afogamentos em acidentes com barcos poderiam ter sido evitados se a vítima utilizasse colete de salvação.
  • Em águas agitadas, turvas ou profundas, quando andar de barco ou praticar desportos náuticos, coloque sempre à criança um colete de salvação adequado ao seu peso e tamanho. Este colete deve obedecer às normas de segurança europeias e não pode ser insuflável.
  • Coloque sempre braçadeiras bem ajustadas, em águas paradas, transparentes e pouco profundas.
  • As bóias e colchões insufláveis são perigosos e não devem ser usados por crianças. Viram-se facilmente ou podem ser arrastados pelo vento.

Ensine as crianças a nadar

  • As aulas de natação melhoram a competência da criança na água, embora não se deva confiar nas suas capacidades para se salvar antes dos seis ou sete anos. Lembre-se também que saber nadar de fato de banho não é o mesmo que cair à água vestido e com sapatos.

Em Férias

  • Em férias, redobre a vigilância. O primeiro dia de férias e o final da tarde são as alturas em que acontecem mais afogamentos.
  • Informe-se previamente na sua agência de viagens sobre as condições de segurança na água no seu destino de férias.
  • Quando chegar, e antes de desfazer as malas, inspeccione o local onde vai viver nos próximos tempos, verificando o acesso a  piscinas, lagos, tranques, poços, rios ou mar.
  • Localize o telefone que vai utilizar e coloque o número de emergência e a morada de férias em local visível.
  • Utilize embarcações aquáticas em segurança
  • Respeite e faça respeitar as zonas de banhistas. Jovens com menos de 16 anos não devem conduzir embarcações pessoais como motos de água ou outras. Lembre-se que o colete de salvação deve ser sempre utilizado.

Ensine à criança comportamentos seguros na água:

  • Nunca nadar sozinha;
  • Nadar paralelamente à margem;
  • Nunca mergulhar de cabeça sem saber bem qual a profundidade da água ou se existem rochas ou desníveis no fundo; não mergulhar em pontões;
  • Nunca atrapalhar outras crianças com brincadeiras perigosas (submersão da cabeça, empurrões para a água…).

O sol pode provocar queimaduras graves na pele.

  • Aplique protector solar adequado às crianças antes de sair de casa e renove a aplicação com frequência. Evite a exposição solar entre as 11h e as 16 horas.

A sua atitude pode salvar a vida de uma criança. Prepara-se. Se ocorrer um acidente por submersão e a criança parar de respirar, saiba como agir:

  • Tenha um telefone portátil à mão ou localize previamente o telefone mais próximo;
  • Se possível, alerte o nadador salvador;
  • Chame o 112 e dê indicações precisas sobre o local onde se encontra;
  • Se souber, inicie a reanimação cardio-respiratória e mantenha-a até à chegada da ambulância.
  • Em caso de paragem cardio-respiratória devido a um acidente por submersão, o início imediato da reanimação cardio-respiratória é fundamental. Tire um curso de socorrismo.

A sobrevivência e a qualidade de vida dependem do estado da criança nos primeiros 10 minutos. As sequelas podem ficar para toda a vida e dependem do estado da criança ao chegar ao hospital.

Esteja preparado. Você pode salvar uma vida.

Informação retirada do site da Associação para a Promoção da Segurança Infantil

Leave a comment »

Projecto da Água

Água

A nossa Minorca Érica escreveu o seguinte sobre o seu projecto:

No trabalho, o meu pai controla a água para consumo humano.

Ele vai a vários depósitos e nascentes de água do concelho de Vila Velha de Ródão.

Ele faz o tratamento da água pois quase toda a água antes de chegar a nossas casas não é potável ou seja não é boa para ser consumida sendo para isso necessário fazer um tratamento para eliminar os micróbios e bactérias que existem na água. Muitas vezes achamos que a água por ser tão clara e limpinha já se pode beber mas isso não é verdade porque os micróbios são bichinhos tão pequeninos que não os conseguimos ver sem ser com um microscópio, que é um aparelho que serve para ver coisas muito pequeninas que não era possível ver de outra forma. Muita desta água vem duma barragem que se chama barragem de “Santa Águeda”mais conhecida por barragem da Marateca, distrito de Castelo Branco.

Apesar de grande parte da água que consumimos em nossas casas ser dessa barragem existem também algumas minas e nascentes de onde vem também a água que consumimos.

Para complemento a este texto, existe na página pessoal da Minorca Érica, um vídeo alusivo á temática da água.

A Água...

Leave a comment »

Portas de Ródão… uma pérola no Tejo…

As Portas de Ródão situam-se na Serra das Talhadas, juntinho ao rio Tejo.

Ao observá-las sentimo-nos encantados.

Ao longo da História, neste local, viveram-se grandes transformações naturais, ambientais, culturais, amores proibidos…

A nossa Turma guarda um segredo, intitulado Tesouro, contudo, desconhece que um grande Tesouro é o nosso Património, as Portas de Ródão, o Rio Tejo…

Na próxima Segunda – feira, graças ao projecto da Minorca Érica e, do empenho do seu pai iremos fazer uma Viagem de Barco pelo Rio Tejo…

Que Bom!

Fotografia das Portas de Rodão

Fotografia das Portas de Rodão

Leave a comment »

As actividades de hoje….

A Minorca Érica, hoje contou ao resto aos seus colegas a história “A gota de água que precisava de tomar banho…”, pois fala do seu projecto que é a água… A história pode ser vista na página “As Fábulas Naturais do Tio ‘Quim

gota

Treinamos o nosso vocabulário da língua portuguesa através do conhecido jogo da “Forca”, em que os meninos do 2º Ano ajudaram os seus colegas do 1ºAno… aprendendo assim novas palavras para aumentarem o números de palavras do seu “Dicionário Pessoal” (carregue na imagem que se segue para aceder ao jogo…).

forca

Leave a comment »

22 de Março, Dia Mundial da Água: dicas simples para poupar

5442wfalogonew

Hoje é um dia muito importante, como já devem ter visto pelo titulo deste post, é o Dia Mundial da Água, um recurso cada vez mais importante e mais em via de desaparecer, principalmente a água potável.
Muitos são os sites dedicados ao tema e muitos também são os conselhos e dicas que são dadas nesses sites, assim deixamos alguns que resultam do conjunto de todos os sites que consultámos.

Sabias que cerca de 70% do nosso corpo humano é constituído por água? É verdade, a água é essencial para o funcionamento normal do nosso organismo.

Sabias que de toda a água disponível na terra menos de 0,02% está disponível em rios e lagos na forma de água fresca pronta para consumo? É verdade, por isso, deves poupá-la.

Sabias que por dia gastam-se muitos litros de água: 10 litros numa descarga de autoclismo, 80 litros num banho rápido, 100 litros numa lavagem de roupa na máquina e 50 litros numa lavagem de louça na máquina. O esforço para poupar água é uma obrigação.

Sabias que uma torneira a pingar durante 24 horas, de 5 em 5 segundos, perde 3 litros de água, o que corresponde a mais de 1000 litros de água por ano. Verifique as torneiras e repare as fugas de água.

E sabes o que deves fazer para poupar água? Então, presta atenção!

Formas de Poupar Água:

- Toma um duche rápido em vez de banho de imersão;

- Fecha a torneira enquanto te ensaboas;

- Ao escovares os dentes fecha a torneira e usa um copo com água;

- Deves regar as plantas de manhã cedo ou ao final do dia;

- Diz à tua mãe para aproveitar a água da lavagem de legumes e frutas para regar as plantas;

- Se vires alguma torneira a pingar diz aos teus pais para a mandarem arranjar;

- Diz à tua mãe para usar a máquina de lavar roupa sempre com a carga máxima;

- Utiliza o autoclismo só quando for necessário;

- Reduz a água no autoclismo colocando uma garrafa de plástico cheia dentro do depósito;

- Diz aos teus pais para usarem um balde e uma esponja para lavar o carro.

Se fizeres tudo isto estás a ajudar a poupar a água.

Informação retirada dos sites:

http://noticias.sapo.pt/magazine/985636.html

http://kids.sapo.pt/article/1023

Leave a comment »

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.